29 de jul de 2010

Ventos

São deslocamentos de ar das zonas de alta pressão para zonas de baixa pressão.
Os ventos desempenham um papel muito importante na vida dos seres vivos, pois são eles que levam para longe o ar viciado que nós respiramos e trazem até nós o ar puro, com bastante oxigênio, tão importante para o nosso organismo.
Os ventos podem ser constantes, ou regulares, periódicos, variáveis, ou irregulares, e locais. 
A diferença entre as pressões atmosféricas das zonas anticiclonal e ciclonal determina a velocidade do vento, que pode ser: fraco, moderado, forte, violento e furacão.
O furacão possui ação devastadora, pois destrói quase tudo por onde passa. Ocorre com freqüência na América Central e quase sempre atinge a América do Norte.
A velocidade do furacão é, em geral, superior a 90 quilômetros por hora.
A velocidade do vento é medida em metros por segundo, por um aparelho chamado anemômetro. A biruta, ou anemoscópio, é usada para indicar a direção e o sentido do vento.
Os ventos podem ser constantes, ou regulares, periódicos, variáveis, ou irregulares, e locais.
Principais tipos de ventos:
Constantes
  • contra-alísio
  • alísio
Periódicos
  • brisa
  • monção
  • variáveis ou irregulares
  • locais 
Monções são ventos que sopram, durante o verão, do Índico para a Ásia Meridional e, durante o inverno, da Ásia Meridional para o oceano Índico.
Monções Marítimas
Sopram do Índico para o continente e provocam excessivas chuvas na Ásia Meridional, causando enchentes e inundações.
Monções continentais
Sopram do continente para o oceano Índico e provocam estiagens ou secas prolongadas no sul da Ásia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário