19 de dez de 2009

Aprenda mais sobre os répteis


Bom gente, eu fiz um trabalho sobre os répteis e estudei muito, achei interessante os assuntos legais e quero passar para vocês:

Nem todas as cobras tem venenos.
Ofídios é o conjunto de cobras.
A cobra sega é anfíbio.
Crocodilianos é o conjunto de jacarés e crocodilos.
Quelônios é o conjunto de tartarugas, jabutis, etc.
Os répteis são cobertos por uma casca grossa e por escamas.
Os répteis são as especies de animais mais antigas da terra.
Algumas espécies de répteis trocam de pele várias vezes ao ano.

Como é feito o mel

As abelhas voam até lindas e delicadas flores.
Elas retiram das flores uma espécie de liquido chamado néctar.
Em seguida, misturam o néctar a duas substâncias que são fabricadas pelas glândulas* de suas cabeças.
O resultado dessa mistura é o mel, que é armazenado nos favos das colméias.
Pois é, é assim que se faz o mel que vai para a cozinha da sua casa e depois para a sua barriguinha.
:D

17 de dez de 2009

Como são feitas as colméias


Você sabe como se forma uma colméia?
Pois bem, eu vou contar...

Poucos dias depois de nascer, as abelhas rainha sai para o seu 1º e único namoro, esse "namoro" é chamado de vôo nupcial. É quando a abelha rainha é seguida por um bando de zangões. Todos loucos para casar com ela.

Depois de fecundada, a abelha rainha sai em busca de um novo lar, junto com as abelhas serviçais que carregam um pouco de cera.

Em geral a abelha rainha escolhe uma fresta, um buraco em uma árvore ou uma parede para fazer sua colméia. Com o material trazido do antigo ninho, as abelhas constroem o primeiro favo, que é uma espécie de parede da colméia.

Em vez de cimento as operárias fechas as frestas com o própolis, aquela substância fabricada pelas abelhas que faz bem para a saúde.

Quando a colméia fica pronta, a rainha começa a por as larvas que se transformam em filhas. As escolhidas para ser futuras rainhas são alimentadas por mais tempo com geléia real. Uma substância feita pelas abelhas que é rico em vitaminas.

As filhas menos sortudas acabam virando vassalas.
Um tipo de "gata borralheira" das abelhas. Elas cuidam da faxina, defendem a colméia, procuram comida, produzem mel e alimenta as larvas.

AS rainhas que nascem farão o mesmo que a mãe: serão fecundadas, reunirão suas operárias, e formarão suas próprias colméias.

Fim :D

19 de nov de 2009

Um exemplo

Nesse domingo, no dia 15/11/2009 , eu, minha irmã Mariana e minhas amigas Larissa e Laís, fomos para a Biju Mania.
Estávamos morrendo de sede, fizemos uma vaquinha entre nós mesmas para comprar uma garrafa de água, pois era domingo, tínhamos saído de tarde saímos correndo antes que fechasse a loja, compramos a água, e tinhamos bebido... quando estavamos voltando a água tinha acabado, procuramos um lixo para jogar a garradae tinhamos achado pois é!

Menssagem: Não joguem lixo na rua, lugar de lixo, é no lixo!

12 de nov de 2009

30 anos do projeto TAMAR




A Petrobras e o Ministério do Meio Ambiente iniciam as comemorações pelos 30 anos do projeto Tamar, com um show na Praia do Forte (BA), nesta sexta-feira (13). Lenine será a principal atração do palco montado na Praça da Igreja, em frente à base do Tamar. Luiz Caldas e bandas locais também se apresentarão. A entrada é franca.

Após o show, uma tartaruga de 150 kg, que acaba de ser tratada na base do Tamar, será devolvida ao mar. Ela é um exemplo de milhões de tartarugas que já passaram pelo projeto. Até março, o projeto atingirá a marca de 10 milhões de filhotes soltos no mar.

O Projeto Tamar foi fundado em 1980 e há 28 anos conta com o patrocínio da Petrobras.
Naquele primeiro ano, o projeto acompanhou 55 desovas em 50 quilômetros de praia. Hoje, o Tamar conta com 23 bases em nove estados brasileiros e monitora anualmente cerca de 18 mil desovas em mais de mil quilômetros de praia. Com o trabalho do projeto, cerca de um milhão de filhotes são protegidos a cada nova temporada.

Além dos resultados já conquistados, o aniversário do projeto é marcante porque 30 anos é a idade em que a tartaruga chega à fase adulta e os filhotes soltos pelo Tamar, há 30 anos, hoje já estão voltando para desovar. “Nós já estamos recebendo as tartarugas que são as nossas filhas, que sob os nossos cuidados ficaram adultas e estão voltando”, conta o fundador e coordenador do projeto, Guy Marcovaldi.

Coordenado pelo ICMBio - Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade em cooperação com a Fundação Pró-Tamar, o projeto começou a receber o apoio da Petrobras em 1982 e se tornou o mais antigo projeto ambiental patrocinado pela Petrobras. Um símbolo da atuação da Companhia na preservação da biodiversidade marinha do Brasil. Além do Tamar, a Petrobras patrocina outros projetos de biodiversidade marinha, entre eles, Baleia Jubarte, Peixe-boi Marinho e Golfinho Rotador. O objetivo principal dos projetos é evitar a extinção de espécies ameaçadas e promover a conservação ambiental.
Serviço
Show de aniversário dos 30 anos do projeto Tamar
Data: 13 de novembro
Local: Praça da Igreja, Praia do Forte, Bahia
Programação
18h30 - Banda Casco Cabeça19h

- Móveis Coloniais de Acaju19h40 -

Luiz Caldas20h40 -

Apresentação do vídeo21h

- Show de Lenine22h30- Soltura de tartaruga

3 de nov de 2009

Os climas no Brasil.


O clima do Brasil é muito grande e diversificado em conseqüência de fatores variados. Dentre eles, destaca-se a fisionomia geográfica, a extensão territorial, o relevo e a dinâmica das massas de ar. Este último fator é de suma importância porque atua diretamente tanto na temperatura quanto na pluviosidade, provocando as diferenciações climáticas regionais. As massas de ar que interferem mais diretamente são a equatorial (continental e atlântica), a tropical (continental e atlântica) e a polar atlântica.
O Brasil apresenta o clima super-úmido com características diversas, tais como o super-úmido quente (equatorial), em trechos da região Norte; super-úmido mesotérmico (subtropical), na Região Sul do Brasil e sul de São Paulo, e super-úmido quente (tropical), numa estreita faixa litorânea de São Paulo ao Rio de Janeiro, Vitória, sul da Bahia até Salvador, sul de Sergipe e norte de Alagoas
O clima úmido, também com várias características: clima úmido quente (equatorial), no Acre, Rondônia, Roraima, norte de Mato Grosso, leste do Amazonas, Pará, Amapá e pequeno trecho a oeste do Maranhão; clima úmido subquente (tropical), em São Paulo e sul do Mato Grosso do Sul, e o clima úmido quente (tropical), no Mato Grosso do Sul, sul de Goiás, sudoeste e uma estreita faixa do oeste de Minas Gerais, e uma faixa de Sergipe e do litoral de Alagoas à Paraíba
.
O clima semi-úmido quente (tropical), corresponde à área sul do Mato Grosso do Sul, Goiás, sul do Maranhão, sudoeste do Piauí, Minas Gerais, uma faixa bem estreita a leste da Bahia, a oeste do Rio Grande do Norte e um trecho da Bahia meridional.

O clima semi-árido, com diversificação quanto à umidade, correspondendo a uma ampla área do clima tropical quente. Assim, tem-se o clima semi-árido brando, no nordeste do Maranhão, Piauí e parte sul da Bahia; o semi-árido mediano, no Ceará, Rio Grande do Norte, Paraíba, Pernambuco e interior da Bahia; o semi-árido forte, ao norte da Bahia e interior da Paraíba, e o semi-árido muito forte, em pequenas porções do interior da Paraíba, de Pernambuco e norte da Bahia.
A maior temperatura registrada no Brasil foi 44,7°C em Bom Jesus, Piauí, em 21 de novembro de 2005[1], superando o recorde de Orleans, Santa Catarina, de 44,6°C, de 6 de janeiro de 1963. Já a menor temperatura registrada foi de -17,8°C no Morro da Igreja, em Urubici, Santa Catarina, em 29 de junho de 1996[2], superando o recorde do município catarinense de Caçador, no mesmo estado, de -14°C, no inverno de 1975.

24 de out de 2009

Vaca fica presa em 8º andar


Moscou, 23 out (EFE).- Uma equipe de socorristas russos precisou hoje de mais de duas horas para resgatar uma vaca que foi encontrada pelos moradores de um edifício, no vão das escadas entre o oitavo e o nono andar. O incidente ocorreu na cidade de Shezhinsk, nos Urais, onde vários moradores do edifício, surpreendidos com os mugidos do animal, ligaram para o escritório do Ministério de Situações de Emergência. "No princípio pensamos que fosse uma piada, e só reagimos quando começaram a chover ligações similares de outros moradores", explicou um porta-voz do escritório de Emergências à agência "Interfax". Ao chegar no local, os socorristas se depararam de fato com uma vaca assustada, situação inusitada que ninguém conseguiu explicar como ocorreu, já que o prédio não tem elevador de carga e dispõe de porta automática. "Primeiro, os socorristas começaram tirando a corda do pescoço da vaca, que no início reagiu assustada as tentativas de resgate. Com o passar do tempo, conseguimos transmitir confiança ao animal e depois de duas horas conseguimos retirá-la e colocá-la em liberdade", disse o porta-voz. Ao chegaram à rua, a dona da vaca aguardava desesperada, convencida de que o animal havia sido roubado.

23 de out de 2009

Floresta Amazônica


Introdução
Situada na região norte da América do Sul, a floresta amazônica possui uma extensão de aproximadamente 7 mil quilômetros quadrados, espalhada por territórios do Brasil, Venezuela, Colômbia, Peru, Bolívia, Equador, Suriname, Guiana e Guiana Francesa. Porém, a maior parte da floresta está presente em território brasileiro (estados do Amazonas, Amapa, Rondônia, Acre, Pará e Roraima). Em função de sua biodiversidade e importância, foi apelidada de o "pulmão do mundo".

Conhecendo a floresta
É uma floresta tropical fechada, formada em boa parte por árvores de grande porte, situando-se próximas uma das outras (floresta fechada). O solo desta floresta não é muito rico, pois possui apenas uma fina camada de nutrientes. Esta é formada pela decomposição de folhas, frutos e animais mortos. Este rico húmus é matéria essencial para as milhares de espécies de plantas e árvores que se desenvolvem nesta região. Outra característica importante da floresta amazônica é o perfeito equilíbrio do ecossistema. Tudo que ela produz é aproveitado de forma eficiente. A grande quantidade de chuvas na região também colabora para o seu perfe

Problemas atuais enfrentados pela floresta amazônica:
Um dos principais problemas é o desmatamento ilegal e predatório. Madereiras instalam-se na região para cortar e vender troncos de árvores nobres. Há também fazendeiros que provocam queimadas na floresta para ampliação de áreas de cultivo (principalmente de soja). Estes dois problemas preocupam cientistas e ambientalistas do mundo, pois em pouco tempo, podem provocar um desequilíbrio no ecossistema da região, colocando em risco a florestaito desenvolvimento

21 de out de 2009

1 de out de 2009

Peixe-Boi


Os peixe-bois, vacas-marinhas ou manatins constituem uma designação comum aos mamíferos aquáticos, sirênios, assim como os dugongos, mas da família dos triquecídeos (Trichechidae). Possuem um grande corpo arredondado, com aspecto semelhante ao das morsas, o peixe-boi-marinho (Trichechus manatus) pode medir até 4 metros e pesar 800 quilos, enquanto o peixe-boi-da-amazônia (Trichechus inunguis) é menor e atinge 2,5 metros e pode pesar até 300 quilos.


Existem três espécies de peixe-boi: o peixe-boi-marinho (Trichechus manatus), o peixe-boi-africano (Trichechus senegalensis), e o peixe-boi-da-amazônia (Trichechus inunguis). No Brasil, o peixe-boi-marinho habitava do Espírito Santo ao Amapá, porém devido à caça, desapareceu da costa do Espírito Santo, Bahia e Sergipe. Os peixes-boi vivem tanto em água salgada quanto em água doce. O peixe-boi amazônico só existe na bacia do rio Amazonas, no Brasil, e no rio Orinoco, no Peru e vive apenas em água doce.


Todas as espécies encontram-se ameaçadas de extinção e estão protegidas por leis ambientais em diversas partes do mundo. No Brasil, o peixe-boi é protegido por lei desde 1967 e a caça e a comercialização de produtos derivados do peixe-boi é crime que pode levar o infrator a até 2 anos de prisão. São animais de hábitos solitários, raramente vistos em grupo fora da época de acasalamento.


Alimentam-se de algas, aguapés, capins aquáticos entre outras vegetações aquáticas e podem consumir até 10% de seu peso em plantas por dia e podem passar até oito horas por dia se alimentando. Durante os primeiros dois anos de vida vivem com suas mães e ainda se alimentam de leite. São muito parecidos com os dugongos e a principal diferença entre o peixe-boi e o dugongo é a cauda.São animais muito mansos e, por este motivo, são facilmente caçados e se encontram em risco de extinção

21 de set de 2009

Dia da Árvore


21 de setembro DIA DA ÁRVORE Você sabia que quanto menos árvores tem mais calor nós ficamos é porque é nas folhas das árvores nós obtemos o ar então preserve o Meio Ambiente também você sabe porque nós estamos vivendo em um bastante calor? É porque tem pessoas que não tem consciência e acaba desmatando a natureza então vamos ajudar a nossa Mãe Natureza sabe como ajudar repassando essa mensagens a todos os seus amigos para que eles se conscientize e não desmate a nossa tão querida natureza !!!

8 de set de 2009

Hora da Música


Planeta Água
Guilherme Arantes Composição: Guilherme Arantes
Água que nasce na fonte Serena do mundo E que abre um Profundo grotão Água que faz inocente Riacho e deságua Na corrente do ribeirão...Águas escuras dos rios Que levam A fertilidade ao sertãoÁguas que banham aldeiasE matam a sede da população...
Águas que caem das pedras No véu das cascatasRonco de trovão E depois dormem tranqüilasNo leito dos lagosNo leito dos lagos...
Água dos igarapésOnde Iara, a mãe d'água É misteriosa canção Água que o sol evapora Pro céu vai embora Virar nuvens de algodão...
Gotas de água da chuva Alegre arco-íris Sobre a plantação Gotas de água da chuva Tão tristes, são lágrimas Na inundação...
Águas que movem moinhosSão as mesmas águas Que encharcam o chão E sempre voltam humildes Pro fundo da terra Pro fundo da terra...
Terra! Planeta Água Terra! Planeta Água Terra! Planeta Água...(2x)
Água que nasce na fonte Serena do mundo E que abre um Profundo grotão Água que faz inocente Riacho e deságua Na corrente do ribeirão...
Águas escuras dos rios Que levam a fertilidade ao sertão Águas que banham aldeias E matam a sede da população...
Águas que movem moinhos São as mesmas águas Que encharcam o chãoE sempre voltam humildes Pro fundo da terra Pro fundo da terra...
Terra! Planeta Água Terra! Planeta Água Terra! Planeta Água...(2x)

22 de ago de 2009

Dia do Folclore 22/08

Sabe o que comemorarmos no dia 22 de agosto? O Dia do Folclore, turminha! Essa data é para lá de especial, pois o nosso folclore é muito rico, e seus muitos mitos e lendas têm um papel muito importante na cultura popular brasileira. Eles deram origem a canções, contos e festas que acontecem todos os anos nos quatro cantos do país! Por isso, escolha a sua lenda favorita e festeje essa data!
A palavra folclore vcio de origem inglesa que quer dizer: Sabedoria do Povo
Folk: Povo
Lore: Sabedoria

Espero que vcs aproveitem essa data especial...Bjss!

19 de ago de 2009

Convite para você !!!




Olá pessoal estou aqui para fazer um convite á vocês, é porque eu vou dançar no "Festival de Talentos 2009" e eu gostaria muito que vocês fossem lá nos ver , nós vamos dançar a música :Planeta Água cantada por Guilherme Arantes venham para entrar é só doar 01 kg de alimento não perecível que será doado para uma instituição , este evento acontecerá 30/08/09 ás 09:00 horas da manhã em Pau da Lima no colégio Fraternal á frente do Maxxi Atacado , Queremos muito que vocês fossem ver o nossos talentos !




Obrigado pela sua atenção !




Obs:Ficaremos grato pela sua participação !




Ass:Larissa ,Laís ,Marina e Mariana

6 de ago de 2009

Plantas e Perfumes

● Os gregos já consideravam a perfumaria uma medicação útil.

● A invenção dos perfumes era atribuída (se estiver difícil, essa palavra pode ser substituída por “dada”) aos deuses do Olimpo.

● Antigamente, os perfumes também eram utilizados na culinária.

● Os extratos sintéticos economizam material odorífero e são preparados em tempo mínimo.
● Existem 3 procedimentos na manipulação e extração dos perfumes: separação, purificação e combinação, resumidos pelo axioma: dissolver e combinar.

● Em outras épocas, contam que o rei da Inglaterra, Eduardo, o confessor, transferiu para a abadia de Westminster uma dosagem de olíbano oferecido a Cristo pelos reis magos.
● É vasta a oferta de vegetais odoríferos que, com fixadores da fauna, enriquecem a fragrância.

● A escolha de um perfume requer sensibilidade e sutileza. Há fragrâncias femininas e outras masculinas. Assim como os sons, os aromas atingem o subconsciente, provocando sensações diversas.
● Mediante reações químicas, pode-se transformar uma substância odorífera em outra.

4 de ago de 2009

ANTA (Tapirus Terrestris)


A anta é um animal arisco, lento e de aparência bizarra (a mini tromba se deve a sua origem comum a do elefante na pré-história). A associação dela com a "burrice" vem dos antigos caçadores, pois a anta sempre faz o mesmo caminho para ir da mata fechada até os rios onde ela bebe água, assim os caçadores punham armadilhas onde encontravam pegadas e cedo ou tarde ela caía na armadilha. Daí a origem do apelido anta a pessoas limitadas que fazem sempre o mesmo "caminho".
As antas são animais fortes. Tem um couro bem espesso e duro. Os pés traseiros têm três dedos e os dianteiros têm um adicional, muito reduzido. As antas possuem uma tromba flexível, preênsil e coberta por pelos sensíveis a cheiro e a umidade.Comem frutos, folhas, caules, brotos, pequenos ramos, grama, plantas aquáticas, cascas de árvores, organismos aquáticos e pastam inclusive sobre plantações de cana, melão, cacau, arroz e milho.Durante o acasalamento, os machos atraem as fêmeas com assobios estridentes. A cópula pode ocorrer tanto dentro quanto fora da água. O casal se separa após isso.
Raramente nasce mais de um filhote; este possui uma coloração diferente dos adultos: são rajados de marrom e branco. Ele é amamentado até quando a mãe estiver lactando. Em um ano e meio já está crescido e com a aparência dos adultos.Durante o dia, a anta fica escondida na floresta. À noite, deixa o esconderijo para pastar. Suas pegadas, difíceis de serem confundidas, podem ser vistas logo ao amanhecer nas trilhas abertas na floresta, nas margens dos rios e até no fundo das lagoas.A anta toma banhos freqüentes de lama e de água para se livrar de parasitas como carrapatos, moscas, etc. Por isso é encontrada próxima a rios e florestas úmidas. Na água, ela costuma usar seu longo focinho como um tipo de snorkel, projetando-o para cima facilitando assim a respiração.Animais de hábitos solitários, são encontrados acompanhados apenas durante a época de acasalamento ou durante a amamentação. Os machos urinam regularmente nos mesmos locais, talvez para mostrar aos outros indivíduos da mesma espécie sua presença no local. A anta possui glândulas faciais usadas para deixar rastro de cheiro.Entre os predadores da anta estão o homem, sucuris e a onça. Quando surpreendida ou ameaçada, ela mergulha na água ou se esconde entre arbustos fechados. É capaz de galopar, derrubando pequenas árvores e arbustos, fazendo muito barulho, além de nadar e escalar terrenos íngremes muito bem.Entre os sons emitidos pela anta, incluem-se o guincho estridente, usado para demonstrar medo, dor e apaziguamento; o estalido que pode ser usado para identificar indivíduos da mesma espécie e o bufo que significa agressão.

3 de ago de 2009

Como podemos ajudar o MEIO AMBIENTE

Vale sempre se lembrar do básico, do que nos foi ensinado na escola. Temos todos que fazer nossa parte e não jogar lixo fora da lixeira. Não jogar cigarro na beira estradas para evitar incêndios. Gastar pouca água quando tomar banho, escovar os dentes, lavar o carro e etc. Sempre que possível andar a pé ou de bicicleta para diminuir a emissão de gás carbônico. Também devemos conscientizar aqueles que estão ao nosso redor. Para que todos tomem esse tipo de atitude.Exigir que as autoridades fiscalizem melhor as industrias e fabricas também é um direito nosso. E conforme a situação do nosso ambiente piora, esse direito se torna um dever.Podemos também instigar nossos governantes a investir em algumas coisas que contribuem para a preservação da natureza. Como o turismo ecológico ou ate mesmo pesquisas farmacológicas. Investindo em turismo ecológico, preservamos a natureza e ainda ganhamos dinheiro. Podemos aproveitar a biodiversidade brasileira para fazer pesquisas e criar patentes de novos remédios. E para tanto, o meio ambiente tem que ser preservado.

1 de ago de 2009

Chiclete

Chiclete: embrulhe antes de jogar fora - Uma aula de Ecologia!
Atraídos pelo cheiro adocicado e pelo sabor de fruta, os passarinhos começam a comer restos de chicletes, deixados, irresponsavelmente, por aí, em qualquer lugar... Ao sentirem o chicletes grudando em seu biquinho, tentam, desesperados, retirá-lo com os pés.

E aí, acontece o pior: acabam sufocados, asfixiados, ou ainda, enforcados. O Globo Repórter já mostrou isso numa reportagem.Embrulhem-no num pedaço de papel e joguem-no no lixo.

Só assim, evitaremos que o pior aconteça a essas delicadas criaturas de Deus, belo presente que DELE recebemos.
Vamos colaborar com estes maravilhosos seres da natureza!

25 de jul de 2009

Novidades

Nosso blog é sobre o Planeta Terra mais estamos colocando outras postagens que não tem nada haver então nosso blog agora em 02 versões : Noticias sobre o mundo e sobre o Planeta Terra
Sites Amigos visite você vai gostar :
http://meioambientenaweb.blogspot.com/
http://geonaweb.blogspot.com/
http://www.amigodaagua.com.br/
http://ninamendes-marina.blogspot.com/

23 de jul de 2009

Você sabe como são feitos os copos de plásticos?






O plástico facilita a vida das pessoas e, mesmo sem você perceber, ele está em praticamente tudo o que usamos no dia-a-dia: nas embalagens de comida, roupas, brinquedos, computador, televisão... Nas festinhas de aniversário, então, o copo plástico é presença garantida!Mas você já parou para pensar de onde eles vêem e como são feitos?Saiba por onde o copo plástico passa até chegar a sua festinha...




1. A matéria-prima dos plásticos é o petróleo.




2. O petróleo é extraído do subsolo e enviado a uma refinaria, usina onde é feita a transformação do petróleo bruto em produtos refinados e derivados. Lá, ele é separado em componentes, como gasolina, óleo diesel, gás, querosene, piche etc. O componente mais leve do petróleo é chamado nafta.




3. A nafta é enviada a uma central petroquímica para ser novamente dividida em outros componentes que serão utilizadas para a produção dos plásticos.




4. Ao final do processo de produção, os plásticos são gerados em forma de grãos.




5. Os grãos de plástico são enviados para indústrias, onde são transformados nos mais diversos produtos, entre eles o copo plástico.




6. Os copos plásticos chegam aos consumidores por meio de lojas, supermercados, feiras, etc.




7. Depois que você toma refrigerante na sua festa de aniversário e termina de utilizar o copo plástico, ele se transforma em resíduo. Então, é hora de começar a reciclar!




8. A primeira coisa a se fazer no processo é reutilizar o copo, fazer artezanatos etc. Depois a próxima fase é a reciclagem. Jogar o copinho no cesto de coleta seletiva do seu prédio ou do supermercado onde seus pais fazem as compras. A cor do cesto do copinho de plástico e de outros objetos de plástico é o vermelho.




9. Depois de depositados e recolhidos, os copinhos vão para estações de triagem.




10. É nas estações de triagem que eles são separados e encaminhados para os recicladores adequados.Normalmente, os recicladores produzem plástico reciclado em forma de grãos, ou seja, granulado.




11. Os fabricantes de copinhos (e de outros produtos) compram o plástico granulado dos recicladores.




12. Por fim, o plástico reciclado é transformado em uma infinidade de novos produtos como vestuário, peças para carros, carpetes, bolsas, solas de sapatos, móveis e novos copos plásticos!
Quando descartados de maneira incorreta, os plásticos causam graves impactos no meio ambiente, pois podem levar séculos para se decompor completamente. Além disso, quando são depositados em aterros e lixões, os plásticos ainda prejudicam a decomposição de matéria orgânica, pois criam camadas que impedem a troca de líquidos e gases no processo natural de degradação biológica.É por tudo isso e muito mais que a coleta seletiva é tão importante para ajudar a preservar o nosso planeta. Então, já sabe: faça a sua parte e recicle!







Glossário:
Central Petroquímica: indústria dos produtos químicos que derivam do petróleo.

18 de jul de 2009

Definição de Ecologia


A Ecologia é o estudo das interações dos seres vivos entre si e com o meio ambiente.
A palavra Ecologia tem origem no grego “oikos", que significa casa, e "logos", estudo. Logo, por extensão seria o estudo da casa, ou de forma mais genérica, do lugar onde se vive. Foi o cientista alemão Ernst Haeckel, em 1869, quem primeiro usou este termo para designar o estudo das relações entre os seres vivos e o ambiente em que vivem, além da distribuição e abundância dos seres vivos no planeta Terra.
A Ecologia divide-se em várias partes, tais como a Autoecologia, a Demoecologia e a Sinecologia.
Para que possamos delimitar o campo de estudo em ecologia devemos, em primeiro lugar, compreender os níveis de organização entre os seres vivos. Portanto, podemos dizer, que o nível mais simples é o do protoplasma, que é definido como substância viva. O protoplasma é o constituinte da célula, portanto, a célula é a unidade básica e fundamental dos seres vivos. Quando um conjunto de células, com as mesmas funções estão reunidas, temos um tecido. Vários tecidos formam um órgão e um conjunto de órgãos formam um sistema. Todos os sistemas reunidos dão origem a um organismo. Quando vários organismos da mesma espécie estão reunidos numa mesma região, temos uma população. Várias populações num mesmo local formam uma comunidade. Tudo isto reunido e trabalhando em harmonia forma um ecossistema. Todos os ecossistemas reunidos num mesmo sistema como aqui no Planeta Terra temos a biosfera.
O meio ambiente afecta os seres vivos não só pelo espaço necessário à sua sobrevivência e reprodução -- levando, por vezes, ao territorialismo -- mas também às suas funções vitais, incluindo o seu comportamento (estudado pela etologia, que também analisa a evolução dos comportamentos), através do metabolismo. Por essa razão, o meio ambiente -- a sua qualidade -- determina o número de indivíduos e de espécies que podem viver no mesmo habitat.
Por outro lado, os seres vivos também alteram permanentemente o meio ambiente em que vivem. O exemplo mais dramático é a construção dos recifes de coral por minúsculos invertebrados, os pólipos coralinos.
As relações entre os diversos seres vivos existentes num ecossistema incluem a competição pelo espaço, pelo alimento ou por parceiros para a reprodução, a predação de organismos por outros, a simbiose entre diferentes espécies que cooperam para a sua mútua sobrevivência, o comensalismo, o parasitismo e outras (ver a página Relações Ecológicas).
Da evolução destes conceitos e da verificação das alterações de vários ecossistemas -- principalmente a sua degradação -- pelo homem, levou ao conceito da Ecologia Humana que estuda as relações entre o Homem e a Biosfera, principalmente do ponto de vista da manutenção da sua saúde, não só física, mas também social.
Por outro lado, apareceram também os conceitos de Conservação e do Conservacionismo que se impuseram na actuação dos governos, quer através das acções de regulamentação do uso do ambiente natural e das suas espécies, quer através de várias organizações ambientalistas que promovem a disseminação do conhecimento sobre estas interações entre o Homem e a Biosfera.
A ecologia está ligada a muitas áreas do conhecimento, dentre elas a economia. Nosso modelo de desenvolvimento econômico baseia-se no capitalismo, que promove a produção de bens de consumo cada vez mais caros e sofisticados e isso esbarra na ecologia, pois não pode haver uma produção ilimitada desses bens de consumo na biosfera finita e limitada.

16 de jul de 2009

INFLUENZA A H1N1, GRIPE SUÍNA ou NOVA GRIPE

Influenza A subtipo H1N1 também conhecido como A(H1N1), é um subtipo de Influenzavirus A e a causa mais comum da influenza (gripe) em humanos. A letra H refere-se à proteína hemaglutinina e a letra N à proteína neuraminidase. Este subtipo deu origem, por mutação, a várias estirpes, incluindo a da gripe espanhola (atualmente extinta), estirpes moderadas de gripe humana, estirpes endémicas de gripe suína e várias estirpes encontradas em aves.
Variantes de H1N1 de baixa patogenicidade existem em estado selvagem, causando cerca de metade de todas as infecções por gripe em 2006.
Em Abril de 2009, um surto de H1N1 matou mais de 100 pessoas no México, e pensava-se existirem mais de 1500 indivíduos infectados em todo o mundo em 26 de Abril de 2009. O Centers for Disease Control and Prevention nos Estados Unidos avisou que era possível que este surto desse origem a uma pandemia. No balanço oficial da OMS divulgado no começo da manhã de 8 de maio de 2009, que não inclui o aumento de casos na América do Norte, Europa e América Latina, o número de contaminados era de 2384, com 42 mortes.

10 de jul de 2009

Ciclo da vida das pilhas


As pilhas estão presentes em nossa vida,

facilitando o nosso dia-a-dia.

Quer ver só? Conte quantos aparelhos

da sua casa fucionam com elas. Muitos, não é?

Isso porque, a pilha é como

se fosse uma usina portátil que transforma

energia química em energia eléctrica.

Descarta-las de forma incorreta, no entanto,

é muito perigoso, pois alguns dos componentes

químicos não se degrada e fazem

mal à saúde e ao meio ambiente.

Conheça um pouco mais sobre o ciclo de vida

das pilhas e saiba porque é tão importante

o seu descarte correto:

Pilhas são muito usadas para o funcionamento

de aparelhos pequenos como rádio, lanternas, relógios , ETC.

Normalmente, uma pilha comum contém

três substâncias químicas chamadas

de "metais pesados"; o chumbo, o codimio e o mercúrio,

além de manganês, cobre, níquel, cromo e zinco.(...)




O inverno no Sul do Brasil

O inverno chegou com força total, amiguinhos! Se você mora em regiões mais quentes, como no Norte, Nordeste e Centro-Oeste, talvez não tenha notado tanto. Mas se você vive no Sul do país, deve estar batendo os dentes de tanto frio! É que nessa região as temperaturas mínimas variam de 6 a 12 graus Celsius nesta época do ano, sendo comum o termômetro atingir temperaturas próximas ou até abaixo de 0 graus. E isso tudo com direito a geada e neve! Haja gorro e cachecol de lã! Hehehe!
E para quem mora no Sul, é melhor ir se preparando...
Rsrs

20 de jun de 2009

Festas Juninas

As Festas Juninas são festas muito animadas que as pessoas dançam acendem as fogueiras e soltam fogos há todo o momento...Mas tem pessoas sem consciência que soltam balões essas pessoas já devem saber que é proibido soltar balões pois pode causar um incêndio, em: casas e até mesmo em florestas que é pior ainda!
Tomem cuidado pessoal, não soltem balões!
Até mais...Boas festas!
Bebam o licor com moderação e se beber, não dirija!
Obs: O nosso blog está de férias, vamos retornar no dia 01/o7
Beijos!

12 de jun de 2009

Reflorestamento um ato de Amor


O Reflorestamento é uma coisa muito boa praticada por quem derruba as árvores.

Oque é Reflorestamento?

Reflorestamento, é quando uma pessoa derruba uma árvore e depois planta outra no lugar, e desse modo essa árvore crescerá e ficará no lugar da outra, mas mesmo assim poucas pessoas fazem isto, a maioria desmata as árvores e não coloca outra no lugar, e se voocê for um desmatador que não refloresta...PRATIQUE ESTE ATO DE AMOR!!!

7 de jun de 2009

Desmatamento


O desmatamento, também chamado de desflorestamento, nas florestas brasileiras começou no instante da chegada dos portugueses ao nosso país, no ano de 1500. Interessados no lucro com a venda do pau-brasil na Europa, os portugueses iniciaram a exploração da Mata Atlântica. As caravelas portuguesas partiam do litoral brasileiro carregadas de toras de pau-brasil para serem vendidas no mercado europeu. Enquanto a madeira era utilizada para a confecção de móveis e instrumentos musicais, a seiva avermelhada do pau-brasil era usada para tingir tecidos.Desde então, o desmatamento em nosso país foi uma constante. Depois da Mata Atlântica, foi a vez da Floresta Amazônica sofrer as conseqüências da derrubada ilegal de árvores. Em busca de madeiras de lei como o mogno, por exemplo, empresas madereiras instalaram-se na região amazônica para fazer a exploração ilegal .Embora os casos da Floresta amazônica e da Mata Atlântica sejam os mais problemáticos, o desmatamento ocorre nos quatro cantos do país. Além da derrubada predatória para fins econômicos, outras formas de atuação do ser humano tem provocado o desmatamento. A derrubada de matas tem ocorrido também nas chamada frentes agrícolas. Para aumentar a quantidade de áreas p ara a agricultura, muitos fazendeiros derrubam quilômetros de árvores para o plantio. Outro problema sério, que provoca a destruição do verde, são as queimadas e incêndios florestais. Muitos deles ocorrem por motivos econômicos. Proibidos de queimar matas protegidas por lei, muitos fazendeiros provocam estes incêndios para ampliar as áreas para a criação de gado ou para o cultivo. Também ocorrem incêndios por pura irresponsabilidade de motoristas. Bombeiros afirmam que muitos incêndios tem como causa inicial as pontas de cigarros jogadas nas beiradas das rodovias. Este problema não é exclusivo do nosso país. No mundo inteiro o desmatamento ocorreu e ainda está ocorrendo. Nos países em desenvolvimento, principalmente asiáticos como a China , quase toda a cobertura vegetal foi explorada. Estados Unidos e Rússia também destruíram suas florestas com o passar do tempo.

6 de jun de 2009

Oceanos


Um oceano é um corpo principal da água salina, e um componente principal da hidrosfera. Aproximadamente 71% da superfície de Terra (uma área de uns 361 milhões de quilômetros quadrados) é coberta pelo oceano, um corpo de água contínuo que geralmente é dividido em diversos oceanos principais e mares menores. Mais do que a metade desta área está sobre 3.000 metros (9.800 pés) de profundidade.
Quase três quartos (71%) da superfície da Terra é coberta pelo oceano (Cerca de 61% do Hemisfério Norte e de 81% do Hemisfério Sul). Este oceano global interconectado de água salgada é dividido pelos continentes e grandes arquipélagos em cinco oceanos, como segue:

Oceano Pacífico - É a maior massa marítima do globo, situada entre a América, a leste, a Ásia e a Austrália, a oeste, e a Antártida, ao sul. Com 180 milhões de km², o Pacífico cobre quase um terço da superfície do planeta e corresponde a quase metade da superfície e do volume dos oceanos.
Tem 707,5 km de fossas, e 87,8% de sua área apresenta profundidades superiores a 3.000 m; é o oceano com maior profundidade média (-4.282 m) e onde se localizam as maiores fossas submarinas (
fossa das Marianas
, com -10,912 m).

Oceano Atlântico - é o segundo maior oceano em extensão, com uma área de aproximadamente 106.200.000 km², cerca de um quinto da superfície da Terra. É o oceano que separa a Europa e a África a Leste, da América, a Oeste. Seu nome deriva-se de Atlas, uma divindade da mitologia grega. É por isso que às vezes o oceano Atlântico é referido como "mar de Atlas". A menção mais antiga sobre seu nome é encontrada em Histórias, de Heródoto, por volta de 450 a.C. Antes dos europeus descobrirem outros oceanos, o termo "oceano" foi sinônimo de todas as águas que circundam a Europa Ocidental que agora é conhecido como Atlântico e que os gregos acreditavam ser um grande rio que circundava toda a Terra.

Oceano Índico - é o segundo maior oceano em extensão, com uma área de aproximadamente 106.200.000 km², cerca de um quinto da superfície da Terra. É o oceano que separa a Europa e a África a Leste, da América, a Oeste. Seu nome deriva-se de Atlas, uma divindade da mitologi grega. É por isso que às vezes o oceano Atlântico é referido como "mar de Atlas".

Oceano Ártico - estende-se sobre o Ártico, a região setentrional do globo, a qual é coberta em grande parte pela banquisa: 13 milhões de km². Os grandes fundos (a mais de quatro quilômetros de profundidade) formam duas bacias separadas por uma longa crista submarina, a cadeia de Lomonossov, que se prolonga da ilha de Novaia Zembla até a Terra de Ellesmere. As costas escandinavas e russas são precedidas por uma larga plataforma continental, bem mais estreita diante da América do Norte.
Apesar de cientificamente ser considerado um dos cinco oceanos da
Terra
, também é chamado de Mar Glacial Ártico.

Oceano Antártico - se estende desde a costa antártica até à latitude de os 60° S; limite convencional com o Oceano Atlântico, o Oceano Pacífico e o Oceano Índico. É o penúltimo oceano em extensão (só o oceano Ártico é menor). Formalmente, sua extensão foi definida pela Organização Hidrográfica Internacional no ano 2000 e coincide com os limites fixados pelo tratado Antártico.
O Oceano Antártico é o único a rodear o globo de forma completa, e circula completamente a Antártida. Tem uma superfície de 20.327.000 km², uma cifra que compreende aos mares periféricos: o mar de Amundsen, o mar de Bellingshausen, parte da passagem de Drake, o mar de Ros e o mar de Weddell. A terra firme que borda o oceano
tem 17.968 km de costa.

Regiões Brasileiras


As Regiões do Brasil são uma divisão que tem caráter legal e que foi proposta pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) em 1969. O IBGE levou em consideração apenas aspectos naturais na divisão do país, como clima, relevo, vegetação e hidrografia; por essa razão, as regiões também são conhecidas como "regiões naturais do Brasil". Há uma pequena exceção com relação à região Sudeste, que foi criada levando-se parcialmente em conta aspectos humanos (desenvolvimento industrial e urbano). Cada um destes grupos é uma região, e as regiões brasileiras são:
Região Centro-Oeste - Que compõe-se dos estados: Goiás, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul e do Distrito Federal. Possui um território de 1 604 852 km² (18,9% do território nacional). Sua população é de cerca de 12 milhões de habitantes.
Região Nordeste - Que compõe-se dos estados: Maranhão, Piauí, Ceará, Rio Grande do Norte, Paraíba, Pernambuco, Alagoas, Sergipe e Bahia. Possui um território de 1 556 001 km² (18,2% do território nacional), dentro dos quais está localizado o Polígono das secas. Sua população é pouco superior a 50 milhões de habitantes.
Região Norte -Que compõe-se dos estados: Acre, Amazonas, Roraima, Rondônia, Pará, Amapá e Tocantins. Possui um território de 3 851 560 km² (45,2% do território nacional), e uma população pouco superior a 14 milhões de habitantes – o que faz dela a região com menor densidade demográfica.
Região Sudeste - Que compõe-se dos estados: Minas Gerais, Espírito Santo, Rio de Janeiro e São Paulo. Possui um território de 927 286 km² (10,6% do território nacional). Sua população é de cerca de 77 milhões de habitantes.
Região Sul - Que compõe-se dos estados: Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. Possui um território de 575 316 km² (6,8% do território nacional) e sua população é de mais de 26 milhões de habitantes. Atualmente, muitos geográfos e cientistas sociais preferem a divisão geoeconômica proposta por Pedro Pinchas Geiger em 1967, que leva em conta os aspectos naturais e humanos. Essa divisão consiste de três regiões e suas fronteiras não coincidem com as fronteiras estaduais, a saber: Amazônia, Centro-Sul e Nordeste.

5 de jun de 2009

Rio São Francisco




O rio São Francisco também é chamado de Opará, como era conhecido pelos indígenas antes da colonização, ou popularmente de Velho Chico.
É um rio brasileiro que nasce na
Serra da Canastra no estado de Minas Gerais, a aproximadamente 1200 metros de altitude, atravessa o Estado da Bahia, fazendo a divisa ao norte com Pernambuco, bem como constituindo a divisa natural dos estados de Sergipe e Alagoas. Por fim, desagua no Oceano Atlântico, drenando uma área de aproximadamente 641.000 km² e atingindo 2.830 km de extensão.
Apresenta dois estirões navegáveis: o médio, com cerca de 1.371 km de extensão, entre
Pirapora (MG) e Juazeiro (BA) / Petrolina (PE) e o baixo, com 208 km, entre Piranhas (AL) e a foz, no Oceano Atlântico.
O rio São Francisco atravessa regiões com condições naturais das mais diversas e tem cinco usinas hidroelétricas.
As partes extremas superior e inferior da bacia apresentam bons
índices pluviométricos, enquanto os seus cursos médio e submédio atravessam áreas de clima bastante seco. Assim, cerca de 75% do deflúvio do São Francisco é gerado em Minas Gerais, cuja área da bacia ali inserida é de apenas 37% da área total.
A área compreendida entre a fronteira
Minas Gerais-Bahia e a cidade de Juazeiro(BA), representa 45% do vale e contribui com apenas 20% do deflúvio anual.
Os
aluviões recentes, os arenitos e calcários, que dominam boa parte da bacia de drenagem, funcionam como verdadeiras esponjas para reterem e liberarem as águas nos meses de estiagem, a tal ponto que, em Pirapora (MG), Januária (MG) e até mesmo em Carinhanha (BA), o mínimo se dá em setembro, dois meses após o mínimo pluvial de julho.
À medida em que o São Francisco penetra na zona sertaneja
semi-árida, apesar da intensa evaporação, da baixa pluviosidade e dos afluentes temporários da margem direita, tem seu volume d'água diminuído, mas mantém-se perene, graças ao mecanismo de retroalimentação proveniente do seu alto curso e dos afluentes no centro de Minas Gerais e oeste da Bahia. Nesse trecho o período das cheias ocorre de outubro a abril, com altura máxima em março, no fim da estação chuvosa. As vazantes são observadas de maio a setembro, condicionadas à estação seca.

Vídeo do Projeto TAMAR

Esse vídeo é um vídeo muito lindo, vocês vão se emocionar muito com ele porque ele fala muito sobre as tartarugas marinhas e sobre o projeto TAMAR.

Projeto TAMAR


Projeto TAMAR o que é isso?
Resp: O Projeto TAMAR é um projeto conservacionista brasileiro, dedicado à preservação de espécies de tartarugas-marinhas ameaçadas de extinção.
O nome TAMAR é uma contração das palavras "
tartaruga" e "marinha", necessária, no início da década de 1980, para a confecção das pequenas placas de metal utilizadas para a identificação dos espécimes pelo Projeto, para estudos de biometria, monitoramento das rotas migratórias e outros.
Desde então, o nome passou a designar o Programa Brasileiro de Conservação das Tartarugas Marinhas, executado pelo
IBAMA, através do Centro Brasileiro de Proteção e Pesquisa das Tartarugas Marinhas (Centro TAMAR-IBAMA), órgão governamental, e pela Fundação Centro Brasileiro de Proteção e Pesquisas das Tartarugas Marinhas (Fundação Pró-TAMAR), instituição não governamental, de utilidade pública federal.
Essa união demonstra a natureza institucional híbrida do projeto, que conta, adicionalmente, com a participação de
empresas
e instituições nacionais e internacionais, além de outras organizações não governamentais.

Missão do projeto TAMAR:

O TAMAR surgiu com o objetivo de proteger espécies de tartarugas-marinhas ameaçadas de extinção no litoral brasileiro. Com o tempo, porém, percebeu-se que os trabalhos não poderiam ficar restritos às tartarugas, pois uma das chaves para o sucesso desta missão seria o apoio ao desenvolvimento das comunidades costeiras, de forma a oferecer alternativas econômicas que amenizassem a questão social, diminuindo assim a caça das tartarugas-marinhas para a sua sobrevivência. O TAMAR também protege tubarões e outras espécies de vida marinha.
As atividades são organizadas a partir de três linhas de ação:
Conservação e pesquisa aplicadas;
Educação Ambiental;
Desenvolvimento local sustentável, onde a principal ferramenta é a criatividade.
Desde o início, tem sido necessário desenvolver técnicas pioneiras de conservação e desenvolvimento comunitário, adequadas às realidades de cada uma das regiões trabalhadas. As atividades estão atualmente concentradas em vinte e uma bases, distribuídas em mais de mil e cem km de costa.
Assim, para garantia de efetiva proteção das tartarugas, promove-se também a conservação dos ecossistemas marinho e costeiro e o desenvolvimento sustentável das comunidades próximas às bases - estratégia de conservação conhecida como espécie-bandeira ou espécie-guarda-chuva.
Essas atividades envolvem atualmente cerca de mil e duzentas pessoas, a maioria moradores das comunidades, essenciais para a proteção das tartarugas marinhas, pois melhoram as condições do seu habitat e diminue a pressão humana sobre os ecossistemas e as espécies.

3 de jun de 2009

Semana do "Meio Ambiente"

Semana do Meio Ambiente, essa semana é uma semana muito boa para se pensar nas coisas que vocês fazem e que prejudicam o meio ambiente, pare pelo menos um minuto e pense sobre isto, logo você vai chega em uma conclusão e vai resouver pelo menos uma parte de tudo que você já fez contra o meio ambiente...
SE LEMBREM DISSO: NINGUÉM É PERFEITO, TODAS AS PESSOAS ERRAM E NINGUÉM NUNCA FICOU PELOMENOS UMA VEZ NA VIDA SEM FAZER ALGO COMTRA A NATUREZA.
Pensem nisso e comentem no blog.

2 de jun de 2009

Semana do Meio Ambiente Bahia

Governo discute política das águas no Dia Mundial do Meio Ambiente
Nordeste: Água, Desenvolvimento e Sustentabilidade é o tema do seminário nacional
Na semana em que se comemora o Dia Mundial do Meio Ambiente, a Agência Nacional de Águas (ANA) em parceria com o governo da Bahia, por meio do Instituto de Gestão das Águas e Clima (INGÁ), autarquia da Secretaria do Meio Ambiente do Estado, promovem em Salvador o Seminário Nacional “Nordeste: Água, Desenvolvimento e Sustentabilidade”, em 04 e 05/06, no Fiesta Bahia Hotel. O evento, que reunirá em Salvador especialistas no assunto, autoridades e secretários e dirigentes de órgãos estaduais de meio ambiente e recursos hídricos do país, será uma oportunidade de discussão das experiências e os desafios políticos do desenvolvimento sustentável com foco na integração das políticas públicas de Recursos Hídricos.
Durante o seminário, autoridades, especialistas e o público vão debater, por meio de painéis, os temas “Políticas Públicas: Água, Desenvolvimento e Sustentabilidade”; “Convivência com a seca: os desafios às Políticas Públicas”; “Usos múltiplos das águas: desafios da Gestão Participativa” e “Sustentabilidade Ambiental e a Desertificação”.
Para o diretor-presidente da Agência Nacional de Águas, José Machado, o objetivo desta iniciativa é constituir um espaço para a exposição e o debate das experiências práticas da gestão das águas nas diferentes esferas de governo e aproximar o setor poder público dos usuários das águas, incorporando a sustentabilidade socioambiental ao desenvolvimento do Nordeste do país. No dia da abertura do seminário, às 14h30, Machado participará do painel “Políticas Públicas: Água, Desenvolvimento e Sustentabilidade” como expositor.
É a primeira vez que um seminário deste porte acontece na Bahia, mostrando que o governo do Estado trata a questão da água como prioridade, em um momento em que o Programa Água Para Todos apresenta avanços significativos em ampliar o acesso à água à população baiana, afirmou o diretor-geral do INGÁ, Julio Rocha.
Programação
O Seminário Nordeste: Água, Desenvolvimento e Sustentabilidade será aberto pelo governador Jaques Wagner em uma sessão solene, às 9h30 do dia 04/06, onde estão previstas a presença do diretor-presidente da ANA, José Machado; do presidente do Instituto Chico Mendes de Biodiversidade, Rômulo Barreto Mello; o superintendente do Ibama na Bahia, Célio Costa Pinto; o presidente da OAB-BA, Saulo Quadros Filho; o secretário do Meio Ambiente da Bahia, Juliano Matos; o presidente da Embasa, Abelardo Oliveira Filho; o presidente da Cerb, Cícero Monteiro; o secretário de recursos hídricos e ambiente urbano do Ministério do Meio Ambiente, Vicente Andreu; o secretário da Embrapa, Iêdo Bezerra; o secretário do Meio Ambiente do Estado de Sergipe, Márcio Macedo; a secretária de Meio Ambiente de Alagoas, Ana Catarina.
Além disso, participarão do seminário representantes do Dnocs, da Articulação do Semi-Árido (ASA), da Comissão Nacional de Políticas para Desenvolvimento Sustentável para Povos e Comunidades Tradicionais do Ministério do Desenvolvimento Social, da Associação Brasileira de Recursos Hídricos, do Instituto de Gestão da Águas do Estado do Rio Grande do Norte e do Fórum Nacional dos Órgãos Gestores das Águas.
Ao final dos painéis do dia 04, haverá o show das águas com Lazzo Matumbi, o cordelista e cantador Maviael Melo e o grupo tradicional das Ganhadeiras de Itapuã.
Fonte: ANA - Agência Nacional de Águas

29 de mai de 2009

África




A África é o segundo continente mais populoso da Terra (atrás da Ásia) e o terceiro continente mais extenso (atrás da Ásia e das Américas).O continente africano é o que possui o maior número de países ele tem uma área de 30.335.000 , 55 países e uma população de : 793.923.000 de habitantes .Alguns dos países da África como a Etiópia, a Somália e Serra Leoa detêm o maior número de miséria do mundo, com problemas de fome e doenças atingidas a maior parte da população .A África apresenta grande variedade de paisagens naturais ,como : a Floresta Amazônica ;as Savanas ,onde há uma das faunas mais exuberantes do mundo; e o Saara ; o maior deserto do planeta .Cinco dos países de África foram colónias portuguesas e usam o português como língua oficial: Angola, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique e São Tomé Príncipe; em Cabo Verde, Guiné-Bissau e São Tomé e Príncipe são ainda falados crioulos de base portuguesaO relevo africano, predominantemente planáltico, apresenta considerável - cerca de 750 metros. As regiões central e ocidental são ocupadas, em sua totalidade, por planaltos intensamente erodidos, constituídos de rochas muito antigas e limitados por grandes escarpamentos.O Egito é um dos países mais populosos de África. A grande maioria da população, estimada em 80 milhões de habitantes (2007), vive nas margens do rio Nio, a única área cultivável do país, com cerca de 40 000 kmª. As regiões mais amplas do deserto do Saara são pouco habitadas. Cerca de metade da população egípcia vive nos centros urbanos, em especial no Cairo, em Alexandria e nas outras grandes cidades do Delta do Nilo, de maior densidade demográfica.No Egito antigo existem muitas pirâmides lindas e estáutas maravilhosas .

28 de mai de 2009

América


A América é o continente mais extenso em sentido norte-sul com uma área de 42.960.000 ,35 países e com uma população de 832.894.000 de habitantes os países da América são marcados com grandes diferençãs economicas e sociais .Os três maiores países da America são: Canadá, Estados Unidos da América e Brasil, são também suas maiores economias, sendo que os 3 países ocupam o ranking das 10 maiores economias do mundo. A América é Localizada entre o oceanoPacífico e o Atlântico a América inclui o Mar do Caribe e a Groenlândia, mas não a Islândia, por razões históricas e culturais.O Brasil, beneficiado pela bolha de preços das commodities, também aumentou suas vendas aos EUA, mais que parceiros que têm acordo de livre comércio com eles, como o México. Segundo dados dos EUA, os americanos aumentaram em 22% suas compras de produtos brasileiros entre janeiro e novembro de 2008. O aumento foi de apenas 4,3% de compras do México, e 5,2% da China. Com os países centro-americanos com que têm acordo de livre comércio, o aumento foi de medíocres 3,2%.

RIO AMAZONAS


O Rio Amazonas corresponde ao maior rio do mundo, tanto em volume quantos em extensão, que se encontra localizado ao Norte da América do Sul. A nascente do rio está estabelecida na Cordilheira dos Andes,no Peru,no lago Lauri e deságua no Oceano Atlântico,além de ser o maior Rio do mundo em extensão e em volume, possui a maior bacia hidrográfica do planeta. O rio quando atinge no território brasileiro recebe o nome de Solimões e se torna Amazonas a partir do momento que se junta ao rio Negro. A confluência desses dois rios provoca uma imagem de grando beleza, isso por que os rios possuem possuem águas de coloração distinta , o Negro apresenta águas escura e Solimões águas claras. O rio Amazonas ocorre um fenômeno intrigante conhecido como pororoca , que consiste na formação de ondas provemientes do encontro das águas do rio com o Oceano Atlântico isso acontece em períodos de maré alta quando o oceno invade a foz do Amazonas .Esse fenômeno produz um grande barulho e ele pode causar destruição de margens ,desmoronando barrancos e derrubando árvores e casa ribeirinhas .

27 de mai de 2009

ABANDONO DE ANIMAIS


Tem muita gente que compra seu animalsinho e depois de um certo tempo vê que ele está dando trabalho e o abandona na rua, eu acho isso uma coisa muito errada, eu nem tenho um animal de estimação mas sei o quanto isso é ruim. Se você quiser um animal, que cuide dele com carinho e com amor, que primeiro estude o comportamento dele.

Aqui mesmo aonde eu moro, tem muitos cachorros vira-lata aqui, quem vai jogar o lixo fora, nem consegue porque eles ficam cercando as pessoas. Eu mesmo quando eu vou jogar o lixo fora eu olho pela janela se te cachorro, para eu conseguir passar com segurança.

Se você ver que não está conseguindo cuidar dos seus animais mande ela para um abrigo, ou então veja um amigo seu que queira um animal...

Mas não o abandone.


26 de mai de 2009

Amigos do planeta Terra

AMIGOS DO PLANETA TERRA
DICAS:NÃO RASGUE FOLHAS DO CADERNO SEM PRECISÃO SE ERRAR PASSA CORRETIVO, NÃO DESMATE O MEIO AMBIENTE, SE MATAR UMA PLANTA PLANTE OUTRA NO LUGAR, É ATRAVÉS DA MADEIRA QUE USAMOS AS FOLHAS DE PAPEL E QUANDO ARRANCAMOS UMA FOLHA NÓS ESTAMOS DESTRUINDO O MEIO AMBIENTE, É ATRAVÉS DA PLANTA QUE RESPIRAMOS QUE É ELA QUE FAZ A FOTOSSÍNTESE SE MATAMOS AS ÁRVORES NÓS VAMOS FICAR COM POUCO AR PARA RESPIRAR E UM DIA VAMOS FICAR SEM RESPIRAR E VAMOS MORRER POR CAUSA DO SER HUMANO MESMO PORQUE FOI AGENTE MESMO QUE DESTRUIU , NÃO POLUIR RIOS, MARES, MATAS, FLORESTAS, O AR ...
LINKS:
http://planetaterranaweb.blogspot.com/http://www.amigodaagua.com.br/http://www.agua.bio.br/botao_d_L.htm

Aquecimento global


O AQUECIMENTO GLOBAL é o aumento da temperatura terrestre, ele é provocado por queimadas de árvores, ar poluído de fábricas, ETC.

O AQUECIMENTO GLOBAL provoca derretimento de geleiras que pode provocar enchentes depois de muito tempo...

Os países que serão mais afetados pelo AQUECIMENTO GLOBAL será:


"Apesar de os grandes responsáveis pelo aquecimento global serem as nações desenvolvidas da América do Norte e Europa Ocidental, os chamados países em desenvolvimento serão os que mais sentirão efeitos negativos. Isso acontecerá porque essas nações possuem menos recursos financeiros, tecnológicos e científicos para lidar com os problemas de inundações, secas e, principalmente, com os surtos de doenças decorrentes. A malária, por exemplo, deve passar a matar cerca de 1 milhão de pessoas ao ano com o aquecimento do planeta."


OCEANIA MEIO AMBIENTE


A Oceania ainda está revestida de um grande mistério. As centenas de ilhas no oceano Pacífico, as florestas e o imenso mar que circunda o continente todo vislumbram um mundo encantado, exótico e fascinante. Os limites oceânicos do continente correspondem a um terço da superfície do planeta, mas a massa terrestre do território não chega a ter o tamanho do Brasil.É teatro de muitos acontecimentos. Por exemplo, desde 1945 até hoje, foram efetuados no Pacífico cerca de 300 testes nucleares. As maiores nações do mundo olharam para esta parte do mundo como um depósito de lixo nuclear. Existe uma enorme poluição de recursos naturais e de bacias de pesca, o desflorestamento selvagem e a exploração excessiva de rios e de áreas de mata por parte das empresas mineradoras.Tudo isso faz com que possamos, a partir deste continente, ouvir o grito da terra e do mar e refletir sobre o desafio do meio ambiente para a missão cristã.

25 de mai de 2009

Cuidados com a água

A maioria das pessoas acham que a ÁGUA do mundo nunca vai acabar mas essas pessoas estão enganadas e por demais, eu mesmo quando era pequena achava que a ÁGUA era para a vida toda, mas quando eu fui crescendo logo descobrir que a ÁGUA não era para toda a vida...
Quando eu era 4ª serie, a minha professora leu um texto que eu nunca vou esquecer, dizendo em um trexo: "SE CONTINUAR ASSIM O DISPERDICIO DA ÁGUA, DAQUI HÁ 50 ANOS A ÁGUA VAI ACABAR" .
Eu tinha pensado muito nisso e depois de 2 anos eu cheguei em uma conclusão "eu vou preserva a ÁGUA e agora eu preservo muito a ÁGUA.
E você pode fazer isso.
PESEM MUITO SOBRE ISSO!!!

17 de mai de 2009

Capitulo1 (Primeira parte)

A adaptação dos seres vivos
1. Camuflagem
Insetos servem de alimento para alguns outros amimais,como, por exemplo, certos pássaros. Acontece que, para devorar um inseto, o pássaro tem de enxergar esse inseto.
Se um inseto se parece com uma folha, então é menos provavél que seja visto entre as folhas e, portanto, maior a chance de ele sobreviver. No bicho-folha tem-se um outro exemplo de camuflagem, ou seja, ele é visualmente parecido com a "paisagem" do ambiênte em que vive e pode, por isso, ser comfundido com ela.