2 de out de 2010

Ciclo de Fósforo

Fósforo é um elemento químico que brilha no escuro e pega fogo em contato com o ar. Por isso fósforo em grego significa “aquele que traz a luz”. Esse elemento químico também faz parte do DNA. Encontra-se na sua maior parte nas rochas e se dissolve com a água da chuva, sendo levado até os rios e mares, por isso peixes e animais marinhos são ricos em fósforo.

Boa parte do fósforo de que precisamos são ingeridos quando nos alimentamos de peixe. Nossos ossos armazenam cerca de 750 g de fósforo sob a forma de fosfato de cálcio. A falta de fósforo provoca o raquitismo nas crianças e nos adultos tornando seus ossos quebradiços.
Com a morte das plantas e animais este fósforo retorna ao solo e é absorvido por novas plantas. Nas rochas fosfálicas é retirado o fosfato, usado em fertilizantes e na fabricação de detergentes. O uso doméstico desses detergente é a maior causa da poluição dos rios pelo fósforo. Mesmo a água tratada de esgotos, que volta aos rios, pode ainda conter fosfatos.
Substâncias químicas (nutrientes) são também necessárias para os depósitos e processos de um ecossistema. Um dos nutrientes mais importantes para a construção de organismos é o fósforo. Geralmente o fósforo é mais escasso que outros nutrientes, tais como o nitrogênio e o potássio. Se o sistema florestal não reciclasse o fósforo, este poderia ficar tão escasso, que limitaria o crescimento das plantas da floresta.

A entrada e a reciclagem do fósforo pode mostrar-se por separado retirando do diagrama os itens que não contém fósforo. Na Figura abaixo se mostram os caminhos e depósitos restantes como o diagrama do Ciclo do Fósforo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário